Governo da Sociedade

 

Conselho de Administração

Presidente - João Pedro Neves 

Vogal - Cláudia Soutinho

Vogal - Joaquim Gonçalves

 

Mesa da Assembleia Geral - mandato 2023- 2025

Presidente - Associação Empresarial de Portugal 

Secretário - Lara Margarete Brás da Silva

 

Conselho Fiscal - mandato 2023- 2025

Presidente - Ana Alexandra Filipe Freitas

Vogal efetivo - Rita Maria Gois de Carvalho

Vogal efetivo - Daniel Filipe Moreira Lopes

Vogal suplente - Luís Miguel Campos Dias Pereira

 

Revisor Oficial de Contas - mandato 2023- 2025

BDO & Associados – Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, Lda. (BDO)

 

Estrutura Acionista

O capital social da APDL, integralmente subscrito e realizado pelo Estado Português, é de € 51 035 000, representado em 10 207 000 ações nominativas sob forma escritural, de valor nominal de € 5 cada. Não existem quaisquer direitos preferenciais.
As ações representativas da totalidade do capital social da empresa pertencem ao Estado e são detidas pela Direcção-Geral do Tesouro e Finanças a quem compete o exercício da função acionista do Estado.

 

Participações Sociais

Não existem pessoas singulares titulares de participações noutras entidades.
A empresa não detém atualmente qualquer participação noutras entidades.

 

Organograma

 

 

Relatórios Anuais

Relatórios de Gestão Trimestral - 2023

Política de Sustentabilidade

  • No âmbito da sua Política de Sustentabilidade, a APDL, consciente das suas responsabilidades, assume o compromisso de integrar na sua estratégia de gestão do negócio princípios de sustentabilidade empresarial, esperando um igual envolvimento de todos os agentes económicos que desenvolvem a sua atividade no Porto de Leixões, com particular realce para as empresas concessionárias do porto.

    Tendo em consideração o papel determinante que as empresas concessionárias do porto detêm na prossecução da política de sustentabilidade da APDL, neste documento consagram-se os princípios orientadores da conduta que devem nortear todas as relações comerciais entre todos os agentes económicos que interagem no nosso espaço portuário, estruturados num conjunto de vetores estratégicos para uma atuação conjunta mais sustentável, designadamente:

    Conduta ética no relacionamento comercial entre todas as entidades a operar no porto;

    Cooperação para atingir a excelência na prestação dos serviços;

    Cumprimento da legislação e regulamentação nas áreas ambientais e de segurança no trabalho;

    Prossecução de boas condições de trabalho e de realização pessoal de todos os que trabalham no Porto de Leixões.

    Com esta carta de princípios, a APDL pretende reforçar as relações de confiança e transparência, o espírito de cordialidade e cooperação e um sentido de responsabilidade social e ambiental na promoção e desenvolvimento de um Porto de Leixões cada vez mais competitivo.

    Poderá aceder ao documento completo através do link seguinte:


    Carta de Princípios para Concessionários

  • No âmbito da sua Política de Sustentabilidade, a APDL pretende atuar de uma forma proativa junto dos seus fornecedores, incentivando-os à adoção de condutas de gestão mais sustentáveis nas áreas económicas, sociais e ambientais, estabelecendo relações de confiança e de cooperação que irão conduzir a uma atuação mais sustentável de ambas as partes.

    Neste documento incluem-se princípios orientadores fundamentais para promover, no relacionamento comercial entre a APDL e os seus fornecedores, os seguintes objetivos:

    Relacionamento ético e uma boa troca de informação e comunicação entre as partes;

    Assegurar a qualidade dos produtos e serviços prestados;

    Aplicar boas práticas de faturação e pagamentos;

    Cumprimento da legislação e regulamentação aplicável à atividade e à segurança no trabalho e proteção do ambiente.

    Poderá aceder ao documento completo no link seguinte:

    Código de Fornecedores