De acordo com o previsto no Regulamento Sanitário Internacional 2005 (RSI)1, o porto desenvolveu o seu plano, Plano de Contingência da Autoridade Portuária de Leixões, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), as Normas e Orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) e da Autoridade de Saúde Portuária, relativas à infeção pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2) que evolui para a doença COVID-19
 

A reconversão do Terminal Multiusos, junto ao Molhe Sul do porto de Leixões, permitirá a criação de um Novo Terminal com fundos a -15,5 metros(ZHL), uma linha de cais de 490 metros, uma área de terrapleno de apoio com 16 ha e uma capacidade de 655 mil TEU
 

 

  • Nos termos do Decreto-Lei nº 22/2020, de 16 de Maio, alterado pelo Decreto-Lei nº 24-A/2020, de 29 de Maio, e em conformidade com a suspensão das autorizações de Movimentos Transfronteiriços de Resíduos para eliminação em aterro, informa-se que não é permitida a movimentação de quaisquer resíduos rececionados em território nacional , desde o dia 17 de Maio do corrente ano, com destino a eliminação em aterro.

 

 

Devido à execução da obra de Reconversão do Terminal de Contentores Sul (TCS), que obriga a uma gestão mais eficiente do espaço de armazenagem disponível em terminal, a YILPORT Leixões vê-se compelida a adotar medidas de contingência no sentido de garantir o normal funcionamento do Terminal de Contentores, nomeadamente a fluidez da rotação dos navios que escalam o Porto de Leixões e o desembaraço dos transportes rodoviários e ferroviários que diariamente demandam o nosso Porto.

Cliquei aqui para consultar a lista