News
Back

Medidas acionadas pela APDL no seguimento da evolução da infeção pelo Coronavírus - COVID-19

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) tomou a decisão de implementar um plano de teletrabalho e de assistência à família dos seus colaboradores e de encerrar os serviços de atendimento e de visitas ao público, nomeadamente:
 

  • Suspensão temporária de atendimento na Tesouraria;
  • Suspensão temporária das visitas livres e guiadas ao Terminal de Cruzeiros do porto de Leixões, que estava aberto ao público aos domingos de manhã e que, a partir desta sexta-feira, encerra o espaço;
  • Suspensão temporária das visitas de escolas e de outros grupos à infraestrutura portuária de Leixões;
  • Suspensão temporária de realização de eventos, sejam estes direcionados para públicos internos ou externos.

Estas suspensões, válidas até ao final do mês de março, serão avaliadas periodicamente.

A APDL, no cumprimento das suas responsabilidades enquanto Autoridade Portuária e decorrente do Plano de Contingência da Autoridade Portuária de Leixões, compromete-se a assegurar a globalidade dos seus serviços logísticos, de apoio aos navios, na sua plenitude, promovendo, no entanto, o teletrabalho em todas as funções cujas responsabilidades assim o permitam.

As medidas acionadas surgem no contexto de prevenção e contenção da propagação do novo coronavírus (COVID-19), de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), e procurando dar resposta às medidas extraordinárias anunciadas pelo Primeiro Ministro, António Costa, decorrente da reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, 12 de março.

Recorde-se que a OMS declarou emergência de saúde pública de âmbito internacional, no dia 30 de janeiro de 2020, e classificou o vírus como uma pandemia mundial, a 11 de março de 2020.

 

Março 2020